Para contribuir com a formação e difusão do conhecimento necessários para o formação crítica e política dos petistas, e garantir continuidade dos trabalhos desenvolvidos na Fundação Perseu Abramo (FPA), os filiados e filiadas sem curso superior poderão participar do Cursos de Difusão de Conhecimento.

Destinado a toda militância do Partido dos Trabalhadores, o objetivo é criar para os filiados de todo o país um espaço para troca de experiências sobre gestão e políticas públicas e contribuir para a difusão do conhecimento acumulado pela Fundação Perseu Abramo.

Os cursos vão discutir os “Projetos para o Brasil”, série elaborada pela FPA com estudos e pesquisas analíticas sobre “problemas” brasileiro, e também avaliarão dezoito temas do projeto “Ideias para o Brasil”, que compõem a o núcleo central dos temas tratados no Curso.

Difusão do Conhecimento em Gestão e Políticas Públicas

O curso de Difusão do Conhecimento tem duração total de 212 horas, aproximadamente quatro meses, divido em dois módulos, com um momento presencial e obrigatório em cidades pólo. São quatro mil vagas em todo o país, com início das aulas previsto para fevereiro. Coordenado por Luís Fernando Vitagliano, professor universitário de Ciência Política. que trabalha com o tema de Gestão Pública desde 2005 quando integrou o GEPP, um Grupo de Pesquisa sobre Políticas Públicas na Unicamp (Universidade de Campinas).

Segundo Luís Fernando, é necessário que o PT faça o debate buscando contribuir para as transformações necessárias aos seus governos. “Rebater a lógica predominante e criar estratégias para nos contrapor é necessário e fundamental para o projeto de mudanças que está nas entranhas do Partido dos Trabalhadores. Nesse sentido, o curso buscará contextualizar as estratégias de combate às ideologias dominantes e propor alternativas de atuação que são importantes para questionar a ordem liberal-conservadora e avançar na construção de uma sociedade superior”, explicou.